sábado, 25 de fevereiro de 2012

Lições Bíblicas Juvenis — Salmos falam de realização de sonhos

"O coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa dos lábios vem do SENHOR" (Pv 16.1)

Sonhos e planos

Em nossa vida muitos sonhos tomam conta de nossos pensamentos, não me refiro aos sonhos que temos dormindo, mas a aspirações e planos para o futuro. É muito bom nós termos desejos, porém é importante que sempre estejam de acordo com a vontade de Deus.

Nossos sonhos e a vontade de Deus

Será que todo desejo de nosso coração corresponde ao plano de Deus para nossa vida? Nós podemos ver na Bíblia que as coisas que desejamos nem sempre são as melhores para nós. Davi é um exemplo: Davi propôs em seu coração edificar o Templo do Senhor, e Deus disse que ele havia feito algo bom, quando disse que iria edificar o templo. Entretanto, Deus não permitiu que Davi o construísse, mas seu filho Salomão (2 Sm 7; 1 Rs 8.17-20).

Outro exemplo é o do apóstolo Paulo. O apóstolo decidiu pregar na Ásia: foi impedido. Tentou pregar na Bitínia: foi impedido. Quem o impediu? O Espírito Santo. Deus queria que Paulo continuasse pregando o Evangelho, mas queria que Paulo fosse à outro lugar — Macedônia (At 16.6-10).

"Muitos propósitos há no coração do homem, porém o conselho do SENHOR permanecerá" (Pv 19.21)

Planejando com Deus

Não apenas fique sonhando. Ponha os pés firmes no chão e planeje, trace metas e seja esforçado. E saiba que Deus pode também concretizar seus planos. "Deleita-te também no SENHOR, e te concederá os desejos do teu coração" (Sl 37.4). Contudo, lembre-se do verso seguinte: "Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele o fará" (Sl 37.5). Entregue o seu presente e o seu futuro nas mãos de Deus e, mesmo que as circunstâncias estejam adversas, tenha em mente que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus (Rm 8.28). 

Portanto, sonhe, mas submeta todos os seus planos à vontade de Deus! "Confia ao SENHOR as tuas obras, e teus pensamentos serão estabelecidos" (Provérbios 16.3)

Marco Antonio da Silva Filho

Também disponível no Portal ADALAGOAS

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Lições Bíblicas Juvenis — Salmos falam de amor à Bíblia

Quanto amo a tua lei! É a minha meditação, todo o dia! (Sl 119.97)

A Bíblia Sagrada é a Palavra de Deus. Através da Palavra de Deus podemos conhecer a vontade de Deus e conhecê-lo. Sua Palavra é extremamente poderosa, portanto, nos afasta do pecado e do erro e nos aproxima mais do Senhor. John Bunyan, referindo-se a Bíblia, declarou "o pecado irá afastá-lo deste livro ou este irá afastá-lo do pecado".


Previna-se

Nós não esperamos que o combustível de nosso veículo acabe para reabastecê-lo. Da mesma forma não devemos recorrer à Bíblia apenas depois de perder nossas forças e cair no erro. A Palavra de Deus tem que estar presente em nossas vidas todos os dias. J. C. Ryle escreveu:
Separe uma parte de cada dia para ler e meditar alguma porção da Palavra de Deus. O pão de ontem não alimentará o trabalhador de hoje; tampouco o pão de hoje nutrirá o trabalhador de amanhã. Recolha seu maná a cada manhã. Escolha a ocasião e a hora adequados. Não cochile ou se apresse enquanto lê. Dê à sua Bíblia o melhor e não o pior de seu tempo.¹
Paulo alertou: "aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe não caia" (1 Co 10.12). Para que você não tropece nas pedras nem caia em buracos pelo caminho, ame e esteja atento a Palavra de Deus, que é lâmpada para nossos pés; e luz para e nosso caminho (Sl 119.105)

Fuja

A Bíblia Sagrada nos alerta que devemos nos afastar de toda forma de mal (1 Ts 5.22). Quando o pecado estiver por perto, fuja dele! Fuja da prostituição (1 Co 6.18), da idolatria (1 Co 10.14) e das paixões da mocidade (2 Tm 2.22).

Para viver uma vida santa e longe do pecado, o que devemos fazer? A Bíblia apresenta esta questão e logo nos dá a resposta: "Como pode o jovem manter pura a sua conduta? Vivendo de acordo com a tua palavra" (Sl 119.9, NVI)

Um exemplo bíblico de alguém que fugiu do pecado é o de José. Mesmo sendo convidado pela mulher de seu senhor para que cometesse impureza, permaneceu fiel a Deus: ele fugiu desta mulher. Nós também devemos fazer o mesmo que Moisés: rejeitar "usufruir prazeres transitórios do pecado" (Hb 11.25).

Deus conhece nosso limite!

"Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar" (1 Co 10.13). Deus sempre nos mostra um escape para fugir da tentação, ele nos fortalece em meio as dificuldades. Sabemos que Ele estará conosco para nos ajudar.

Conte com perdão e ajuda divinos!

Mas... e quando formos vencidos pela tentação? "Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo" (1 Jo 2.1). Não devemos viver pecando, porém somos falíveis e acabamos errando. Quando errarmos o alvo devemos reconhecer que erramos e não tentar justificar a nós mesmos. Temos que estar convictos de que somente o sangue de Jesus poderá nos purificar de nossos pecados. É necessário dar meia volta (arrependimento) e não caminhar mais para o erro; confessando a Deus que pecou, porém crer que a morte de Jesus é suficiente para salvar o pecador de seus pecados.

Marco Antonio da Silva Filho

Também disponível no Portal ADALAGOAS


Referência

¹ http://voltemosaoevangelho.com/blog/2011/12/os-meios-da-graca-leitura-biblica-1/
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...