quinta-feira, 5 de abril de 2012

O Deus Trino

Definição: Há apenas um Deus, mas na unidade da Divindade, há três pessoas eternas e iguais entre si – Pai, Filho e Espírito Santo.

Trindade: Onde está na Bíblia?

A Palavra Trindade não se encontra na Bíblia. Trata-se de uma expressão teológica que surgiu no século II. Da mesma forma que a palavra adolescência não aparece na Bíblia, não quer dizer que não exista a fase de adolescência. Os planetas do nosso sistema solar já existiam mesmo antes de receberem seus nomes (Por exemplo: Júpiter, Urano, Saturno). Apesar da Palavra Trindade não estar na Bíblia, a doutrina da Trindade está, sim, na Bíblia.

Vamos analisar as Escrituras:

As Escrituras nos afirmam que há um só Deus:

Ouve, Israel, o SENHOR nosso Deus é o único SENHOR (Dt 6.4)

Entretanto, na Bíblia nós vemos a presença de três pessoas na Divindade: Pai, Filho e Espírito Santo.

Podemos ver a Doutrina da Trindade no Antigo Testamento:

Elohim: Esta Palavra hebraica é encontrada no Antigo Testamento para se referir ao único Deus, porém é uma palavra que está no plural. Vemos nela a pluralidade na unidade.

Individualmente:

O Pai: Mas tu és nosso Pai, ainda que Abraão não nos conhece, e Israel não nos reconhece; tu, ó SENHOR, és nosso Pai; nosso Redentor desde a antiguidade é o teu nome (Is 63.16)

O Filho: Eu, porém, ungi o meu Rei sobre o meu santo monte de Sião.
Proclamarei o decreto: o SENHOR me disse: Tu és meu Filho, eu hoje te gerei. (Sl 2.6,7)

O Espírito Santo: O Espírito do Senhor DEUS está sobre mim; porque o SENHOR me ungiu, para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos (Is 61.1)

Pluralidade de pessoas:

E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança (Gn 1.26)

Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? (Is 6.8)

Podemos ver a pluralidade de pessoas no Novo Testamento:

No batismo de Jesus:

E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre ele. E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo (Mt 3.16,17)

Jesus prometendo o Consolador:

Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito (Jo 14.26)

Benção apostólica:

A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo seja com todos vós. (2 Co 13.14)

Não podemos compreender isso totalmente. E não poderia ser diferente, já que estamos tentando entender Aquele que é “de grande poder; o seu entendimento é infinito” (Sl 147.5. Porque, quem conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo (1 Co 2.16)

O que podemos saber é aquilo que o Senhor nos revelou em sua Santa Palavra.

Por se tratar de algo tão complicado, muitos já tiveram dificuldade em expor esta doutrina bíblica e chegaram a ensinar algumas doutrinas anti-bíblicas. Podemos citar pelo menos dois erros:

1º Erro: São três deuses

A Trindade não diz respeito a três deuses, mas um Deus que subsiste em três Pessoas:

Eu sou o SENHOR, e não há outro; fora de mim não há Deus; eu te cingirei, ainda que tu não me conheças; Para que se saiba desde o nascente do sol, e desde o poente, que fora de mim não há outro; eu sou o SENHOR, e não há outro Isaías 45:5-6

Não terás outros deuses diante de mim 
Êxodo 20:3

2º Erro: Há um só Deus, mas também só há uma Pessoa

Um certo bispo chamado Sabelio pregava que Existia um só Deus, mas não fazia a distinção entre as três pessoas da Divindade, dizendo que seriam apenas três aspectos ou três manifestações de Deus.

Porém, a Igreja pôde se proteger deste erro, definindo a verdadeira doutrina, podemos encontrá-la no chamado Credo de Atanásio:

"Adoramos um Deus em trindade, e trindade em unidade. Não confundimos as Pessoas, nem separamos a substância. Pois a pessoa do Pai é uma, a do Filho outra, e a do Espírito Santo, outra. Mas no Pai, no Filho e no Espírito Santo há uma divindade, glória igual e majestade co-eterna. Tal qual é o Pai, o mesmo são o Filho e o Espírito Santo. O Pai é incriado, o Filho incriado, o Espírito incriado. O Pai é imensurável, o Filho é imensurável, o Espírito Santo é imensurável. O Pai é eterno, o Filho é eterno, o Espírito Santo é eterno. E, não obstante, não há três eternos, mas sim um eterno. Da mesma forma não há três (seres) incriados, nem três imensuráveis, mas um incriado e um imensurável. Da mesma maneira o Pai é onipotente. No entanto, não há três seres onipotentes, mas sim um Onipotente. Assim o Pai é Deus, o Filho é Deus, e o Espírito Santo é Deus. No entanto, não há três Deuses, mas um Deus. Assim o Pai é Senhor, o Filho é Senhor, e o Espírito Santo é Senhor. Todavia não há três Senhores, mas um Senhor. Assim como a veracidade cristã nos obriga a confessar cada Pessoa individualmente como sendo Deus e Senhor, assim também ficamos privados de dizer que haja três Deuses ou Senhores. O Pai não foi feito de coisa alguma nem criado, nem gerado. O Filho procede do Pai somente, não foi feito, nem criado, mas gerado. O Espírito Santo procede do Pai e do Filho, não foi feito, nem criado, nem gerado, mas procedente. Há, portanto, um Pai, três Pais; um Filho, não três Filhos; um Espírito Santo, não três Espíritos Santos. E nesta trindade não existe primeiro nem último; maior nem menor. Mas as três Pessoas co-eternas são iguais entre si mesmas; de sorte que por meio de todas, como acima foi dito, tanto a unidade na trindade como a trindade na unidade devem ser adoradas".

Onde encontramos, na Bíblia, que Cada uma das Pessoas da Trindade é Deus?

O Pai é Deus:
Eleitos segundo a presciência de Deus Pai (1 Pe 1.2)

O Filho é Deus:
No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus (Jo 1.1)

E sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para conhecermos o que é verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna (1 Jo 5.20)

E Tomé respondeu, e disse-lhe: Senhor meu, e Deus meu! (João 20:28)

O Espírito Santo é Deus:
Não deixe ninguém dizer que o Espírito Santo é apenas uma energia ou uma força: O Espírito Santo é Deus!

"Espírito Santo possui inteligência, conhecendo todas as coisas até as profundezas de Deus — 1 Co 2.10;
Espírito Santo possui vontade própria, podendo distribuir dos seus dons a qualquer pessoa como Ele quer ou como lhe apraz — 1 Co 12.11;
Espírito Santo possui emoção, podendo ser entristecido — Ef 4.30"

Ainda mais:
Espírito Santo ama — Rm 15.30;
Espírito Santo testifica — Jo 15.26;
Espírito Santo fala — At 8.29; 10.19;
Espírito Santo ensina — Jo 14.26;
Espírito Santo é onipresente — Sl 139.7-12;
"E a todo aquele que disser uma palavra contra o Filho do Homem ser-lhe-á perdoada, mas ao que blasfemar contra o Espírito Santo não lhe será perdoado" (Lc 12.10);

O Espírito Santo é uma pessoa divina, sim, Ele é Deus:

Disse então Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo, e retivesses parte do preço da herdade? Guardando-a não ficava para ti? E, vendida, não estava em teu poder? Por que formaste este desígnio em teu coração? Não mentiste aos homens, mas a Deus (Atos 5.3,4)

A Doutrina da Trindade ilustrada:

Sabemos que a Doutrina da Trindade é de difícil compreensão para nossas finitas mentes, pois sabemos que o próprio Deus diz:

Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o SENHOR. Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos. (Isaías 55.8,9)

Entretanto, podemos melhorar nossa percepção daquilo que nós não podemos compreender totalmente:

  • A água é uma, mas esta também é conhecida sob três formas — água, gelo e vapor.
  • Há uma eletricidade, mas no bonde ela funciona sob a forma de movimento, luz e calor.
  • O sol é um, mas se manifesta como luz, calor e fogo.
  • Três velas num quarto darão uma só luz.
  • O triângulo tem três lados e três ângulos; tirai-lhe um lado e não é mais triângulo. Onde há três ângulos há um triângulo.
  • O homem é um, e, no entanto, tripartido, constituído de espírito, alma e corpo.
  • Nosso governo é um, mas é constituído de três poderes: legislativo, judiciário e executivo
  • O raio de luz realmente se compõe de três raios: primeiro, o actinico, que é invisível; segundo, o luminoso, que é visível; terceiro, o calorífero, que produz calor, o qual se sente mas não se vê. Onde há estes três, ali há luz; onde há luz, temos estes três. João o apóstolo, disse: "Deus é luz". Deus o Pai é invisível; ele se tomou visível em seu Filho, e opera no mundo por meio do Espírito, que é invisível, no entanto, é eficaz.
Marco Antonio da Silva Filho

O livro "Conhecendo as Doutrinas da Bíblia", de Myer Pearlman, me ajudou muito na elaboração desse estudo.

3 comentários:

  1. Estou regozijado com sua dedicação e forma de servir a Deus, parabéns pelo novo layout do blog ficou bem expressivo. O assunto abordado é algo delicado, embora esteja revelado no Canon Sagrado e, por conseguinte cremos, já gerou no meio religioso um checklist de questões não resolvidas, parabenizo pela forma sistemática como abordou o assunto. Deus te abençoe mais e mais.
    João 14.26 - Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.
    o de paraklêtos to pneuma to agion o pempsei o patêr en tô onomati mou ekeinos umas didaxei panta kai upomnêsei umas panta a eipon umin a=[egô] - João 14.26
    ο δε παρακλητος το πνευμα το αγιον ο πεμψει ο πατηρ εν τω ονοματι μου εκεινος υμας διδαξει παντα και υπομνησει υμας παντα α ειπον υμιν - João 14.26

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu irmão Adaías, é uma honra a sua participação aqui!

      Que Deus continue te abençoando!

      Excluir
  2. Amado Marco Antonio, gostei bastante da sua explicação sobre a trindade. Eu só teria cuidado com os exemplos feitos no final, pois você acabou usando a palavra "manifestação" o que volta para a ideia que é há apenas as manifestações de Deus. Além de que em parte os exemplos reforçam o pensamento unicista de que o Pai desceu em forma de Filho que se tornou o Espírito. No mais, perfeito!

    ResponderExcluir