sábado, 22 de outubro de 2011

Lições Bíblicas Juvenis — A Bíblia e a ciência

"Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo" (Colossenses 2.8).

A Bíblia não é um compêndio científico

A Bíblia Sagrada, a Palavra de Deus (2 Tm 3.16), não se trata de um resumo ou um sumário de temas científicos. Ela não procura explicar detalhadamente a química, ou a física, ou a arqueologia, ou a astronomia. Até mesmo as disciplinas teológicas não são sistematizadas, porém podemos conhecê-las por toda a Bíblia. Do mesmo modo, na Bíblia encontramos declarações que estão de acordo com a ciência (com a verdadeira ciência).

O foco da Bíblia Sagrada é Jesus Cristo. Na Bíblia, conhecemos a vontade de Deus e verdadeiro propósito da vida; entendemos que somente através de Jesus podemos chegar ao Pai (Jo 14.6); e ficamos cientes de que somente pela graça de Deus podemos ser salvos (Ef 2.8,9).

A Bíblia sempre tem razão

A Bíblia, mesmo sendo um livro que trata de assuntos espirituais, em tudo o que declara, seja num âmbito científico ou histórico, nunca falha! A ciência tem descoberto coisas que a Bíblia — há muito tempo — já declarava:

Seres vivos criados completos: paleontologia confirma com fósseis de seres vivos completos.

Seres vivos criados em grande variedade: paleontologia confirma com fósseis uma grande variedade de seres vivos.

Toda a raça humana vinda de um único casal: genética molecular através de estudos do DNA mitocondrial mostra que todos vieram de uma única mulher.

Inundação global: geologia confirma uma sedimentação global causada por inundação.

Aparecimento de uma cultura pós-diluviana: estudos arqueológicos mostram a mesopotâmia como berço da civilização.

Origem dos povos judeu e árabe: estudos genéticos (DNA) confirmam que judeus e árabes possuem um mesmo ancestral.

Lei da conservação (nada se perde, nada se cria, tudo se transforma): "Eu sei que tudo quanto Deus faz durará eternamente; nada se lhe deve acrescentar, e nada se lhe deve tirar; e isto faz Deus para que haja temor diante dele" (Eclesiastes 3.14).

Movimentação das correntes atmosféricas (ciência atmosférica): "O vento vai para o sul, e faz o seu giro para o norte; continuamente vai girando o vento, e volta fazendo os seus circuitos" (Eclesiastes 1.6).

Ciclo hidrológico (chuvas, rios e mares): "Todos os rios vão para o mar, e contudo o mar não se enche; ao lugar para onde os rios vão, para ali tornam eles a correr" (Eclesiastes 1.7).

Redondeza da Terra: "Ele é o que está assentado sobre o círculo da terra" (Isaías 40.22).

Gravitação da Terra e distribuição não uniforme de galáxias no Universo: "O norte estende sobre o vazio; e suspende a terra sobre o nada" (Jó 26.7).

Os átomos e partículas sub-atômicas: "Pela fé entendemos que o universo foi formado pela palavra de Deus, de modo que o que se vê não foi feito do que é visível" (Hebreus 11.3, NVI).

As estrelas diferem em grandeza: "Um é o esplendor do sol, outro o da lua, e outro o das estrelas; e as estrelas diferem em esplendor umas das outras" (1 Coríntios 15.41).

O incontável número de estrelas: "Como não se pode contar o exército dos céus, nem medir-se a areia do mar, assim multiplicarei a descendência de Davi, meu servo" (Jeremias 33.22)

A Bíblia e a Ciência

A Bíblia é a Palavra de Deus, que permanece para sempre (Is 40.8); os livros científicos estão sempre passando por revisões, sempre precisam de novas edições. Entretanto a Bíblia nunca precisou de uma revisão ou de uma nova edição.

Acreditar na Bíblia não significa se afastar da ciência: muitos cientistas foram e são cristãos. Universidades como Harvard, Princeton, Cambridge e Oxford originaram-se como centros de estudos teológicos. A ciência atual não seria a mesma sem vários cientistas cristãos: Johannes Kepler (Leis de movimento planetário), Isaac Newton (Leis da mecânica clássica), James Clark Maxwell (Fundador do Eletromagnetismo clássico), James Prescott Joule (Fundador da Termodinâmica, Lei de Joule), Leonhard Euler — considerado o mais profílico matemático de todos os tempos — (Cálculo Diferencial, Funções, Funções Transcendentais), entre outros.

O professor Adauto Lourenço coloca a questão entre a Bíblia e a Ciência, de modo bem esclarecido, na frase, "A Ciência devidamente estabelecida e a Bíblia corretamente interpretada nunca entrarão em contradição".

Marco Antonio da Silva Filho


Também disponível no Portal ADALAGOAS

Referência
 

3ª Conferência Fiel para Jovens 2005. Por: Adauto Lourenço. Design Inteligente: Ciência e Fé se misturam?

Nenhum comentário:

Postar um comentário