sábado, 10 de setembro de 2011

Lições Bíblicas Juvenis — A árvore e seus frutos

"Não julgueis pela aparência, mas julgai segundo a reta justiça" (João 7.24)

Pelo fruto conhecemos as árvores

Jesus disse: "Assim, toda árvore boa produz bons frutos, porém a árvore má produz frutos maus. Não pode a árvore boa produzir maus frutos, nem a árvore má produzir frutos bons". (Mt 7.17,18). Aprendemos, então, que os frutos revelam de que tipo de árvore eles vieram. Não podemos nos deixar levar pela aparência. Existem árvores frondosas, mas sem fruto algum.

De alguém que não tem compromisso com a Palavra de Deus espera-se atitudes que não estão de acordo com a vontade de Deus. Entretanto, para identificar um falso mestre, devemos julgá-lo, não segundo a aparência, mas com uma base justa, a Palavra de Deus (2 Tm 3.16), que é infalível (Jo 10.35).

O perigo dos falsos profetas

Em Mateus 7.15-23, Jesus nos alertou quanto aos falsos profetas. Sobre esta passagem, Erwin W. Lutzer afirmou: "Aqui temos uma forte declaração sobre a presença de falsos profetas que aparentemente fazem milagres maravilhosos, porém não entrarão no céu no Dia do julgamento. Podemos estar errados acerca de muitas coisas, mas não erremos acerca dos falsos mestres e suas doutrinas".

Se Cristo nos disse "Acautelai-vos dos falsos profetas", é porque eles existem. São falsos porque se desviam da verdade e distinguem-se dos verdadeiros.

Lobos e não ovelhas

Os falsos profetas apresentam-se disfarçados de ovelhas, mas, na verdade, no íntimo são lobos devoradores, vorazes (Mt 7.15). Estes não poupam o rebanho e falam coisas pervertidas para arrastar discípulos atrás deles (At 20.28-30). O falso bem é pior que o mal declarado. Se um falso mestre se apresentasse como tal, ninguém o seguiria, porém seria logo expulso. Seus frutos revelarão quem o falso profeta realmente é.

"Erwin W. Lutzer, ousadamente, afirmou: "Que fique bem claro que se queremos encontrar o Diabo, temos de começar a procurar atrás dos púlpitos; é na igreja e não no mundo que Satanás faz sua obra mais enganosa. A verdade misturada com o erro é, às vezes, mais mortal que o próprio erro em si".

O falso profeta rejeita os mandamentos do Senhor, não fazem a vontade de Deus, pois são soberbos (Mt 7.21). Dizem "Senhor, Senhor", mas não servem a Deus. Paulo alertou sobre os que dizem-se irmãos, todavia são impuros, avarentos, idólatras, maldizentes, beberrões e roubadores (1 Co 5.11).

Os que são de Deus dão bons frutos

Um cristão verdadeiro demonstra o caráter de Cristo, que fica evidente no crente, quando o fruto do Espírito é produzido: "amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio". Alguém já disse: "Doutrina sadia e vida santa são os sinais dos verdadeiros profetas."

O homem enxertado em Cristo dá bons frutos

Os falsos profetas, além de profetizar, expulsão demônios e fazem muitas maravilhas, porém Deus não os conhece, porque praticam a iniquidade. (Mt 7.21-23). Todavia, existem os verdadeiros profetas, falam o que o Senhor ordenou. Quando alguém está unido a Cristo, frutifica; e seus frutos são bons!

O Senhor Jesus é a videira; nós, os ramos. Jesus disse: "Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer" (Jo 15.5). Aquele que está firme em Cristo, que guarda a Palavra de Deus, que ama ao Senhor; é amado por Deus, e é sua morada (Jo 14.23). A vontade de Deus será proclamada por ele, não a humana.

Marco Antonio da Silva Filho

Também disponível no Portal ADALAGOAS


Referências
 
John R.W.Stott. Contracultura cristã — A mensagem do Sermão do Monte;
 
J. Dwight Pentecost. O Sermão da Montanha;
 
Ciro Sanches Zibordi. Evangelhos que Paulo Jamais Pregaria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário