sábado, 18 de junho de 2011

Lições Bíblicas Juvenis - Disciplina, precisamos dela?

Disciplina, será que precisamos dela? Tem ela algum proveito? É algo ruim? A lição deste fim de semana apresenta a importância da disciplina na vida de cada cristão.

É preciso disciplinar

Antes de tudo, o que é disciplina? Segundo o Dicionário Michaelis, "disciplina" significa ensino, instrução e educação; e "disciplinar" significa sujeitar à disciplina. Portanto, disciplinar é ensinar, instruir e educar. Será que o mundo poderia subsistir sem disciplina? Sem educação, sem correção e sem ordem não é possível que o mundo se mantenha. Do mesmo modo, a Igreja precisa de disciplina.

Não confunda disciplina com legalismo. Legalismo é a atitude que se concentra na observância rigorosa de leis e regras (extrabíblicas e antibíblicas), supondo que essa obediência é um meio de alcançar a santidade. O legalista supervaloriza o exterior, mas a aparência é uma efeito e não uma causa. A aparência é importante, mas a santificação acontece de dentro para fora, espírito, alma e corpo. Por outro lado, muitos liberalistas protestam contra aqueles que procuram preservar a disciplina (que é diferente de legalismo), conservar a sã doutrina e os bons costumes decorrentes dela, tachando-os de legalistas. Ser disciplinado não é ser legalista, muito menos, liberalista.

A disciplina é necessária no relacionamento entre pais e filhos e em qualquer instituição. Em uma empresa, os empregados não podem chegar no horário que bem entenderem, nem trabalhar com desordem, justamente porque há disciplina. Na família, os pais devem disciplinar seus filhos, corrigi-los, pois a correção e a disciplina são uma prova de amor (Pv 13.24), o pai que cuida do filho o corrige. “É natural que as crianças façam tolices, mas a correção as ensinará a se comportarem” (Pv 22.15, NTLH).

Deus também nos disciplina

Quando somos salvos (Ef 2.8,9), nos tornamos filhos de Deus (Jo 1.11,12). Se os pais devem disciplinar seus filhos e somos filhos de Deus, também não devemos ser disciplinados por Ele? O que a Bíblia diz? “Porque o Senhor corrige a quem ama e açoita a todo filho a quem recebe” (Hb 12.6). Deus nos disciplina porque nos trata como filhos, se estivermos sem correção, não somos filhos.

Quais os resultados da disciplina de Deus?

Não sermos condenados com o mundo (1 Co 11.31,32);

Nosso bem permanente e eterno, não somente bem-estar temporal, que pode ter parecido adequado ao nosso pai humano (Hb 12.10a);

Participação na santidade de Deus (Hb 12.10b).

Aceitando a disciplina

Toda disciplina, no momento, parece motivo de tristeza, não de alegria; dolorosa, e não agradável, mas, depois, produz fruto pacífico de justiça. A Bíblia, que é divinamente inspirada e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para educação na justiça (2 Tm 3.16), nos diz que o nosso coração deve ser aplicado à disciplina (Pv 23.12). Em Provérbios 23.23 está escrito: Compra a verdade, e não a vendas: sim, a sabedoria, e a disciplina, e a prudência”.  A disciplina não deve se afastar de nós, a sabedoria muito menos. Não a sabedoria humana, mas a de Deus (1 Co 2). "O temor do SENHOR é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo é prudência" (Pv 9.10).

Guardar os mandamentos do Senhor prolonga nossos dias e paz (Pv 3.1,2). Com benignidade e fidelidade, acharemos graça e boa compreensão diante de Deus e dos homens (3,4). Temer ao Senhor e nos afastar do mal será saúde para nosso corpo (7,8).

"Filho meu, não rejeites a disciplina do Senhor, nem te enfades da sua repreensão" (Pv 3.11).

Marco Antonio da Silva Filho


Referências

CRUZ, Ivaldo; SANTOS, José Antônio dos. Pequeno Dicionário de Teologia e Temas Bíblicos, 2009.

UNGER, Merril Frederick. Manual Bíblico UNGER. São Paulo: Vida Nova, 2006.

ZIBORDI, Ciro Sanches. Evangelhos que Paulo Jamais Pregaria. Rio de Janeiro: CPAD, 2006.


Também disponível no Portal ADALAGOAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário