quinta-feira, 19 de maio de 2011

Pobreza x Riqueza

Certo dia, um pai de família rica levou seu filho para viajar para o interior com um firme e único propósito: mostrar ao pequeno garoto como são e vivem as pessoas mais simples, mais pobres.
Passaram um dia e uma noite numa fazenda onde a família levava uma vida extremamente humilde. Depois dessa pequena temporada, os dois resolveram ir embora. Despediram-se e pegaram o caminho de volta.

Durante a viagem para o "lar doce lar", o pai, mais do que curioso, pergunta ao pequeno garoto:
— E aí filho, o que achou da viagem?
— Muito boa, papai!
— Você viu como as pessoas pobres levam a vida? — perguntou o pai.
— Sim, eu pude ver!
— Então, me conta! O que você aprendeu com tudo isso, meu filho?
E o garoto, mais do que depressa, responde:
— Eu vi que nós temos um cachorro em nossa casa, já eles, têm vários, além das galinhas e dos coelhos. Nós temos uma piscina que alcança o meio do nosso jardim, eles têm um riacho que aparentemente não acaba. Nós temos uma varanda coberta e iluminada com bastante luz, eles têm as estrelas e a lua que os ilumina de forma mágica e única. Nunca vi um céu tão lindo! Nosso quintal vai até o portão de entrada, eles têm uma floresta inteira para quando quiserem brincar.

Enquanto o pequeno garoto finalizava sua resposta, seu pai já se encontrava estupefato, boquiaberto com a sensibilidade de seu filho.
Por fim, o garoto acrescentou, fazendo sua pequena conclusão:
— Obrigado pelo dia, papai. Pude aprender hoje quão pobre somos!
"Assim é aquele que para si ajunta tesouros, e não é rico para com Deus" (Lc 12.21)
E, para finalizar, uma frase que resume todo o contexto mencionado acima:

"Conheci uma pessoa que era tão pobre, mas tão pobre, que só tinha dinheiro".¹

Marco Antonio da Silva Filho


¹ Extraído da revista Defesa da Fé, Ano 9nº 71

Um comentário: