sábado, 21 de maio de 2011

Lições Bíblicas Juvenis - A ordem é preservar

Neste fim de semana, a lição bíblica irá esclarecer dúvidas como: "O cristão deve se preocupar com o meio ambiente?" ou "Deus está preocupado com a preservação da natureza?". O meio ambiente tem passado por mudanças através dos séculos. E estas mudanças afetam a vida da criação de Deus.


Deus e o meio ambiente

Deus está preocupado com o meio ambiente? É claro que Ele se importa com a vida na terra! "Porque assim diz o SENHOR, que criou os céus, o Deus que formou a terra, que a estabeleceu; que não a criou para ser um caos, mas para ser habitada" (Is 45.18). O homem têm causado muitos impactos ambientais negativos. Esses impactos, muitas vezes, são de longo prazo, ou seja, ocorrem depois de um certo tempo da ação que os gerou. Muito do que colhemos hoje, foi plantado há um bom tempo. Alguns fatos preocupantes:

Aquecimento global: a energia solar chega à superfície terrestre sob várias frequências de ondas. Parte é refletida, parte é absorvida e reemitida sob a forma de radiação infravermelha. Mas alguns gases da atmosfera da terra são opacos às ondas infravermelhas, eles não deixam que a radiação refletida volte ao espaço. Exemplos desses gases: dióxido de carbono (CO2), metano e os clorofluorcarbonos (CFCs). Porém, isso não é ruim. Isso é essencial para a vida na Terra. O que acontece, é que no último século e meio, a quantidade dos gases de efeito estufa têm aumentado muito. O resultado é um maior aquecimento do planeta.

Os combustíveis fósseis (carvão mineral, petróleo e gás natural etc.) são grandes contribuintes de gases de efeito estufa. Para reduzir a quantidade da emissão dos gases responsáveis pelo efeito estufa, foi assinado um protocolo, em Kyoto, Japão, em 1997. Com este protocolo, os países industrializados devem diminuir 5,2% em relação aos níveis de 1990. Ondas de calor chegam a matar pessoas, como a que aconteceu na Europa, em 2003 (cerca de 35 mil pessoas morreram). O desprendimento de grandes icebergs também é mais um sinal do aquecimento global.

Eutroficação: é o aumento excessivo de nutrientes na água, que gera um grande crescimento de certos organismos, principalmente bactérias aeróbias (que precisam de oxigênio para sobreviver). Isso faz com que não haja oxigênio suficiente para os outros organismos, que acabam morrendo. E, então, bactérias anaeróbias (que podem viver na ausência de oxigênio) se desenvolvem. Isso acontece porque os rios e lagos são poluídos pelo homem. O verbo poluir é de origem latina, polluere, e significa profanar, manchar, sujar. Poluir é manchar, sujar a natureza. O que contribui para a eutroficação é o lançamento de esgoto nos rios.

As leis de Deus em relação ao meio ambiente

Desde o início, Deus se mostra cuidadoso em relação à terra: "Tomou, pois, o SENHOR Deus ao homem e o colocou no jardim do Éden para o cultivar e guardar" (Gn 2.15). Por isso, orienta seu povo até no modo de tratar a natureza. Ele deu ordens a Israel:

O ano sabático: conhecido também como ano de descanso, assim chamado, pois a terra seria semeada durante seis anos e, no sétimo, não era cultivada, mas recebia um descanso.

Quando você terminar de ler esta frase, uma área de floresta do tamanho de cinco campos de futebol terá tombado na Amazônia. São 3 hectares de mata (no mínimo 1350 árvores) derrubados a cada cinco segundos. Perceba que essa estatística engloba somente a Amazônia. Que será então no mundo inteiro? O que Deus acha disso? Em Deuteronômio 20.19,20, Deus dá ordens acerca da guerra. Quando os israelitas fossem guerrear contra uma cidade, estavam proibidos de cortar as árvores frutíferas. Numa guerra precisa-se de madeira para serem confeccionados instrumentos de combate, como a lança. Isso deveria ser feito com árvores infrutíferas.

Além de prejudicar os animais com a derrubada de florestas, muitos  acabam com a vida deles por valerem muito dinheiro. Por causa disso, muitos animais estão em extinção ou caminhando para ela. Deus não quer tal coisa. Os israelitas, se encontrassem uma ninhada de pássaros, não podiam tomar a mãe junto com os filhotes para eles (Dt 22.6,7)! "O justo atenta para a vida dos seus animais, mas o coração dos perversos é cruel" (Pv 12.10).

Siga os bons exemplos

Abraão, já sendo velho, "plantou um bosque em Berseba e invocou lá o nome do Senhor, Deus eterno" (Gn 21.33). Ele não colheria seus frutos, mas seus descendentes, sim. É claro que estamos aguardando a volta de Jesus, nosso lar é celestial, mas enquanto estivermos aqui, "a Igreja tem um papel ecológico na Terra", como afirmou o Pr. Elienai Cabral. O cristão não é egoísta, mas se importa com os outros. 

Catástrofes são naturais, pois a criação está sujeita à vaidade, "sabemos que toda criação, a um só tempo, geme e suporta angústias até agora" (Rm 8.22). O pecado causou isso (Gn 3.17). Mas muitas tragédias ocorrem porque o homem não tem tomado cuidado com a natureza. Portanto, tomar medidas de preservação é muito importante. Veja algumas:

Economizar água e energia elétrica. É preciso usá-las de modo racional. Ponha em prática os 3Rs (Reduzir, Reusar, Reciclar) o máximo que puder! Cada pessoa é responsável por cerca de 3,6 quilogramas de lixo por dia! Dê às pilhas e baterias um destino apropriado. Siga o exemplo de Abraão, plante árvores. Com essas e outras atitudes que contribuem para a preservação da natureza, todos saem ganhando.

Marco Antonio da Silva Filho

Fontes de apoio:
SÁNCHEZ, Luis Enrique. Avaliação de impacto ambiental: conceitos e métodos. São Paulo: Oficina de Textos, 2006
ANGELO, Claudio. Ciências: dilemas e desafios. São Paulo: Editora Salesiana, 2008.
LOPES, Sônia; ROSSO, Sérgio. Biologia - volume único. São Paulo: Saraiva, 2005.


Também disponível no Portal ADALAGOAS

Um comentário:

  1. Deus te abençoe pelo estudo! Muito Proveitoso como subsídio para a aula de amanhã. Continue colocando em prática o dom que Deus te deu. Seu trabalho não é vão no Senhor.

    ResponderExcluir