sábado, 30 de abril de 2011

Que filhos nós estamos sendo?

Nossos pais nos educam, nos ensinam, nos amam, nos dão carinho... Estamos retribuindo esse amor? Muitos, com o passar do tempo, se esquecem de tudo que seus pais fizeram por suas vidas. Lembre-se de que seu pai e sua mãe querem o melhor para você, mesmo quando a sua vontade, filho, não é satisfeita.

Reflita um pouco se você está tratando seus pais do modo que eles merecem: com muito amor. Logo abaixo, está um belo trabalho: pai e filho passam por uma situação que leva-nos a pensar no valor que os pais têm e que muitas vezes é esquecido. São alguns minutos que valem a pena.



"Ouve a teu pai, que te gerou, e não desprezes a tua mãe, quando vier a envelhecer" (Pv 23.22)


Gostaria de parabenizar meu irmão Adaías e sua esposa Paula por mais um filho que o Senhor concedeu-lhes; a bênção nasceu nesta terça-feira (26).


Marco Antonio da Silva Filho

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Morre David Wilkerson, pastor americano e autor do livro “A Cruz e o Punhal”

O pastor David Wilkerson, 79 anos, fundador da Igreja de Times Square em Nova York, e autor de livros conhecidos como “A Cruz e o Punhal”, faleceu nesta quarta-feira em um acidente de carro numa rodovia do Texas. Seu carro perdeu o controle e se chocou com um caminhão que vinha no sentido contrário.
Sua esposa Gwen também estava no carro e foi levada para o hospital juntamente com o motorista do caminhão. Não há notícias do hospital quanto ao estado de saúde deles.
A notícia do acidente começou a se espalhar rapidamente na noite de quarta-feira em sites de redes sociais como Facebook e Twitter. Rich, um primo Wilkerson confirmou a morte no Twitter.”Confirmo que meu querido primo David Wilkerson perdeu a vida num trágico acidente de carro esta tarde. Suas orações são necessárias neste momento”, escreveu ele.
Wilkerson postou em seu blog um artigo datado de 27 de abril – o dia da sua morte. Intitulado “Quando tudo mais falhar”, ele incentivou as pessoas que estão enfrentando dificuldades a “permanecerem firmes na fé”.
“Para quem passa pelo vale da sombra da morte, ouça esta palavra: o choro vai durar por algumas noites escuras e terríveis, mas em breve você vai ouvir o sussurro Pai:”Eu estou com você’. Amado, Deus nunca deixou de agir, sempre com bondade e amor. Quando tudo mais falhar, o seu amor ainda prevalece. Segure firme em sua fé. Permaneça firme na sua Palavra. Não há outra esperança neste mundo.”
Wilkerson passou a primeira parte do seu ministério trabalhando em Nova York com membros de gangues e viciados em drogas, conforme relatou em seu best-seller A Cruz e o Punhal .
Em 1971, iniciou o World Challenge, ministério que cuidava de suas cruzadas, conferências, evangelismo e outras atividades. Em 1987 fundou a Igreja de Times Square, que hoje é liderada pelo pastor Carter Conlon e tem mais de 8.000 membros.
Wilkerson também fundou o Desafio Jovem, e um programa cristão para recuperação de jovens viciados.
Fonte: Gospel Prime
Com informações CBN News


Veja um dos sermões deste homem de Deus:


Marco Antonio da Silva Filho

terça-feira, 26 de abril de 2011

Meu Deus! Por quê?!

Conta-se que na época da construção da extensa muralha da China, a partir do século III a.C., período da dinastia Chin, o imperador responsável pela construção era um homem muito cruel. Milhares de pessoas morreram nesse pesado trabalho e seus corpos foram soterrados.

Havia, entre os moradores da região, um velho chinês sábio que possuía somente dois bens na vida: um filho e um cavalo; amando muito a ambos. Um dia, entretanto, seu cavalo fugiu. Sabendo disso, os anciãos da aldeia vieram consolá-lo, dizendo:
— Que infelicidade que seu único cavalo tenha fugido.
O velho olhou-os e retrucou:
— Como vocês sabem que isso foi uma infelicidade?
Dias mais tarde, o cavalo voltou, trazendo consigo outros seis cavalos. Aí a riqueza desse homem aumentou e os anciãos da aldeia vieram correndo lhe dizer:
— Parabéns, realmente foi uma felicidade seu cavalo ter fugido. Agora você tem sete cavalos!
O chinês pensou, olhou-os como antes, e respondeu:
— Como é que vocês sabem que isso foi uma felicidade?
Na mesma tarde, seu filho único resolveu domar os cavalos e caiu, machucando-se e ficando aleijado para sempre.
Novamente, os anciãos, já um pouco confusos, se reuniram em torno do sábio e disseram:
— Que infelicidade que seu único filho não possa mais andar!
E o chinês respondeu-lhe da mesma maneira:
— Como vocês sabem que isso é uma infelicidade?
Intrigados e irritados, os anciãos foram embora.
No dia seguinte, os soldados do imperador vieram à aldeia e levaram todos os jovens para trabalhar na construção da terrível muralha. O único que não foi levado foi o filho aleijado do velho camponês sábio.
Então, os anciãos da aldeia entenderam a sabedoria do outro e voltaram-se a ele, dizendo-lhe:
— Que felicidade que seu único filho não foi levado para construir a muralha.
E, mais uma vez, o velho homem olhou demoradamente para seus amigos. Diante disso, não foi preciso dizer-lhes nada. Nenhum deles voltou a fazer considerações precipitadas.

Ao longo do seu ministério terreno, Jesus nos lembrou que não devemos nos precipitar em concluir os fatos nem vivermos ansiosos pelo futuro por conta dos acontecimentos do dia-a-dia. Ele disse: "Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal" (Mt 6.34).*

Muitas pessoas, ao passar por uma situação difícil, quando se veem em aperto, já questionam: "Meu Deus! Por quê?!" ou "Por que o Senhor permitiu isto?!" Tomam conclusões precipitadas. Que possamos aprender a não tomar conclusões antes do tempo. Devemos lembrar que Deus sabe de tudo que acontece e tem o controle sobre todas as coisas: "Do Senhor é a terra e a sua plenitude, o mundo e aqueles que nele habitam" (Sl 24.1).


Marco Antonio da Silva Filho


*Ilustração extraída da revista Defesa da Fé, Ano 8, nº 60, setembro de 2003

sexta-feira, 22 de abril de 2011

O que significa INRI? Foi isso mesmo que escreveram?

Antes de saber o significado de INRI, é bom acrescentar algo ao nosso conhecimento: o que realmente foi escrito em cima de Jesus, na ocasião da crucificação? O que dizem os evangelhos acerca desse assunto?




Mateus: "ESTE É JESUS, O REI DOS JUDEUS" (27.37);

Marcos: "O REI DOS JUDEUS" (15.26);

Lucas: "ESTE É O REI DOS JUDEUS" (23.38);

João: "JESUS NAZARENO, O REI DOS JUDEUS" (19.19).

E agora? Cada um mostra uma inscrição diferente! Calma, calma! Vamos ver o que mais a Bíblia fala sobre isso. João afirma que foi Pilatos quem escreveu este título (19.19). "Era comum expor publicamente o delito do criminoso, no caso de Jesus, a inscrição indicava que era um sedicioso¹ que aspirava ao título de rei"².

Dos quatro evangelhos, Lucas e João dizem que a inscrição foi inscrita em três idiomas. Lucas diz que foi escrita em "letras gregas, romanas e hebraicas" (23.38). João diz que foi escrita em "hebraico, grego e latim (romano)" (19.20). Não se sabe em que ordem de idiomas foi escrita. As diferenças nas palavras podem ter surgido nesses três idiomas, isso poderia explicar as diferenças, já que Marcos escreve igual aos outros, omitindo uma primeira parte.

E de onde vem esse "INRI", que é visto em tantas imagens e em vários filmes sobre Jesus e a crucificação? Entre as formas da inscrição, a mais aceita é a de João, por ele ter sido uma testemunha do que ocorreu: "Vendo Jesus sua mãe e junto a ela o discípulo amado [João], disse: Mulher, eis aí teu filho". Logo, INRI são iniciais da forma latina da inscrição, segundo João: "Jesus Nazareno, o Rei dos Judeus", que em latim se expressa: Iesus Nazarenus Rex Iudaeorum (INRI).


Marco Antonio da Silva Filho

Ao lidar com dúvidas assim, recomendo muito o livro "Manual de dificuldades bíblicas", de Norman Geisler e Thomas Howe. Você pode adquiri-lo aqui: Manual de Dificuldades Bíblicas.


¹Sedicioso: que ou aquele que provoca ou incita à sedição ou que nela se envolve; revoltoso, insurgente, insubordinado;
²Nota explicativa de Mateus 27.37 da Bíblia de Estudo Almeida.

Confira outras dúvidas bíblicas:

O uso do véu em 1 Coríntios 11

Samuel foi realmente invocado dos mortos?

terça-feira, 19 de abril de 2011

Quanto entendimento!

Quanto entendimento! Sim! Quanta sabedoria! O conhecimento de Deus é imenso!

Quando se começa a refletir na grandeza de Deus, pode-se ver quão grande é o poder do Senhor. No Salmo 147.4 está escrito: "conta o número das estrelas, chamando-as a todas pelos seus nomes". É muito interessante o comentário sobre este versículo da Bíblia de Estudo Dake (não me chamem de herege, só estou aproveitando algo bom! — quem lê entenda!):


Os astrônomos afirmam que há mais de 40 sextilhões de estrelas que são sóis de outros planetas. Deus conhece o número exato delas porque foi Ele quem as fez (v. 4; Is 45.18). Há mais de 500.000 palavras no Webster's Unabridged Dictionary. Se Deus tem um nome para cada estrela, então o total desses nomes encheria cerca de 80 quatrilhões de livros do tamanho desse dicionário... Não é de admirar que o salmista diga no versículo seguinte: "Grande é o nosso Senhor e de grande poder, o seu entendimento é infinito".*


Enorme é a grandeza do Criador! Veja o que está escrito: "Ele é o que está assentado sobre o globo da terra, cujos moradores são para ele como gafanhotos" (Is 40.22). A terra e seus habitantes não são nada, comparados a Ele. É importante ressaltar que o livro de Isaías — escrito por volta do séc. XIII a.C. — já denota a redondeza da Terra.

Você também pode ver a supremacia de Deus? Não? Durante a noite, quando o céu estrelado estiver visível, "Levantai ao alto os olhos e vede. Quem criou estas coisas? Aquele que faz sair o seu exército de estrelas, todas bem contadas, as quais ele chama pelo seu nome; por ser ele grande em força e forte em poder, nem uma só vem a faltar" (Is 40.26).

Não foi à toa que Paulo escreveu: "Ó profundidade da riqueza, tanto da sabedoria como do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos! Quem, pois, conheceu a mente do Senhor? Ou quem foi o seu conselheiro? Ou quem primeiro deu a ele para que lhe venha a ser restituído? Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. (Rm 11.33-36)

Mesmo o homem sendo tão pequeno e Deus, tão grande, o Senhor Jesus escolheu morrer pela humanidade. Porque Deus não só possui o maior poder e a maior sabedoria, Ele também possui o maior amor! "Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a própria vida em favor dos seus amigos" (Jo 15.13).

A ele, pois, a glória eternamente. Amém! (Rm11.36)

Marco Antonio da Silva Filho

*As notas da Bíblia de Estudo Dake datam de 1961-63.

sábado, 16 de abril de 2011

Esse é o meu Rei! Você o conhece?

Será que ainda conseguimos ouvir uma pregação cristocêntrica? Em que Cristo é o foco, e não o homem? Há uma mensagem aqui! Na qual, Jesus é exaltado; seu amor e sua grandeza são o centro.

Jesus é meu rei! Você o conhece? "Crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo" (2 Pe 3.18)
Excerto adaptado para vídeo do sermão "Seven Way King" (That's My King) pregado pelo Reverendo Shadrach Meshach Lockridge, [ 7 de março de 1913 - 4 de abril de 2000 ]

"Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor" (Os 6.3)


Indicado por meu irmão em Cristo Flávio Inácio


Marco Antonio da Silva Filho

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Por que eu vou ler a Bíblia?

Muitos podem questionar "Por que eu leria a Bíblia?" Outros podem nunca ter se perguntado, mas mesmo assim não iniciaram a sua leitura. Apresento aqui alguns motivos para ler este livro único:


1º A Bíblia é inspirada por Deus: "Toda a Escritura é inspirada por Deus" (2 Tm 3.16). Quem seria a melhor pessoa para te guiar e aconselhar, senão o próprio Deus?


2º A Bíblia nos afasta do pecado: "Guardo no coração as tuas palavras, para não pecar contra ti". John Bunyan foi feliz quando disse: “O pecado irá afastá-lo deste livro, ou este livro irá afastá-lo do pecado”. A Bíblia nos santifica. Ser santo é ser separado do pecado, do modo de agir das pessoas ímpias e servir a Deus fielmente. Jesus, em sua oração sacerdotal, falou: "Santifica-os na verdade, a tua palavra é a verdade" (Jo 17.17). Está escrito: "De que maneira poderá o jovem guardar puro o seu caminho? Observando-o segundo a tua palavra" (Sl 119.9).


3º A Bíblia nos dá sabedoria e entendimento: A palavra de Deus nos torna sábios, pois, "o testemunho do Senhor é fiel e dá sabedoria aos símplices" (Sl 19.7) e "A revelação das tuas palavras esclarece e dá entendimento aos simples" (Sl119.130).


4º A Bíblia ilumina nossos passos: Quem anda na escuridão não conhece seu destino e é cheio de insegurança, mas aquele que crê na Bíblia pode afirmar: "Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos" (Sl 119.105).


5º É bem-aventurado quem medita na Bíblia: O Salmo 1 mostra que é bem-aventurado o homem que não possui uma conduta pecaminosa, "Antes, tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite" (v. 2).


São apenas alguns motivos para, não só ler, mas também para crer e praticar a Bíblia Sagrada. Que possamos declarar igualmente ao salmista: 
"Oh! Quanto amo a tua lei! É a minha meditação em todo o dia!" (Sl 119.97).


Marco Antonio da Silva Filho

segunda-feira, 11 de abril de 2011

A Bíblia eu tenho...

Alguns cavalheiros que pertenciam a uma associação bíblica visitaram uma anciã e lhe perguntaram se ela possuía uma Bíblia. A senhora molestou-se muito de que fizessem tal pergunta a ela e respondeu-lhes: — Creem os senhores que eu seja uma pagã, para que me façam tal pergunta?

Em seguida chamou uma criança a quem disse: — Corra e tire a minha Bíblia do baú e traga-a para que eu ensine a estes cavalheiros uma coisa.

Eles disseram insistentemente que não era necessário fazer aquilo, porém ela respondeu: — Quero que vejam com os seus próprios olhos que não sou uma pagã...

Pouco depois, o menino trouxe-lhe uma Bíblia cujas páginas estavam em excelente estado de conservação. Quando a senhora a abriu, exclamou: — Oh! Como gostei de que os senhores me houvessem visitado e perguntado pela minha Bíblia! Aqui estão os meus óculos, que estavam junto com a Bíblia. Eu estava procurando por eles durante três anos e não havia meio de achá-los...

Comper Gray¹

Não é assim que acontece? Muitos possuem a Bíblia em suas casas, mas não param sequer um minuto para lê-la. Muitas ficam guardadas, bem escondidas, outras até que ficam expostas, abertas em algum versículo (geralmente o Salmo 91), porém, intocáveis. Será que essa é a função da Bíblia Sagrada? Com certeza não.

A Bíblia Sagrada deve ser lida, crida e praticada. Por que ler a Bíblia? Logo mostrarei alguns motivos para ler a Bíblia. Enquanto isso, prossiga lendo-a.


Marco Antonio da Silva Filho

¹Extraído do livro Ilustrações Jogando Luz no sermão, de Josué Gonçalves

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Tragédia no Rio

Nesta quinta-feira (07), aconteceu algo que deixou todo o nosso país triste e indignado: um homem entrou em uma escola, na Zona Oeste do Rio, assassinou várias crianças e depois cometeu suicídio. O indivíduo, covardemente, deixou 12 mortos e 13 feridos, todos inocentes crianças. É triste a realidade em nosso país. 

Não há maneira de não ser comovido por esse acontecimento. Muitas vezes choramos ou clamamos por coisas tão pequenas e passageiras, esquecendo, porém, que existem coisas que realmente merecem nossas lágrimas e nosso clamor. Coloque-se no lugar dos que perderam suas crianças. É doloroso. Convido a todos a orarem, não só pelo Rio de Janeiro, mas também pelo Brasil e todas as outras nações, pois como diz certa canção: 

"Só Deus segura este país
Em meio a crise e a aflição,
Em meio a tanto desamor
O amor de Deus é a solução.
É hora de interceder."¹

A Bíblia diz: "Está alguém entre vós aflito? Ore" (Tg 5.13). Em meio a esta aflição, devemos, sim, orar. Portanto, vamos seguir a orientação bíblica: "Perseverai na oração" (Cl 4.2). Devemos lembrar que, nos momentos de aflição e em que precisamos de ajuda, o nosso "socorro vem do Senhor, que fez o céu e a terra" (Sl 121.2). Que o Senhor venha consolar (só Ele pode) os pais e familiares das frágeis e inocentes crianças.

"Procurai a paz da cidade para onde vos fiz transportar; e orai por ela ao Senhor, porque, na sua paz, vós tereis paz" (Jr 29.7)


Marco Antonio da Silva Filho

¹Canção Só Deus segura este país, de Armando Filho

terça-feira, 5 de abril de 2011

O valor da Bíblia

A Bíblia Sagrada contém 66 livros, 1189 capítulos e 31173 versículos.

Possuída é um tesouro.
Estudada é sabedoria. 
Crida é salvação.
Praticada é santificação.

    A Bíblia foi redigida nos mais diversos lugares: num deserto, na prisão, numa ilha, no palácio real, na cidade, em Roma, na Grécia, Mesopotâmia, Palestina, Egito etc.

    Foi escrita em diversas épocas, desde 1500 antes de Cristo, pelo menos, até ao ano 100 da nossa era, e pelas mais diversas pessoas como: reis, pastores, pescadores, legisladores, cultivadores etc... Uns quarenta no total, que, na sua maioria, nunca se conheceram, e até mesmo nem às vezes tinham lido os que os outros haviam escrito. E, não obstante, A Bíblia constitui-se numa unidade maravilhosa, que é prova irrefutável da sua origem divina, e de ter sido Deus o seu autor supremo.
    Jerônimo Corrêa Lourenço¹

    Bom, pretendo, em breve, falar um pouco mais deste maravilhoso livro, que é a Palavra de Deus. Leia a Bíblia! Crendo, meditando e praticando.


    Marco Antonio da Silva Filho

    ¹ Extraído do livro Ilustrações Jogando Luz no sermão, de Josué Gonçalves.

    sábado, 2 de abril de 2011

    Transformados pela Palavra de Cristo (2)

    Além de Pedro e Paulo, Jesus transformou e continua transformando muitas outras vidas. Posso ainda citar mais algumas vidas que ele mudou completamente e continuar mostrando exemplos de que a Palavra de Cristo é poderosa:


    Zaqueu:
    No capítulo 19 do livro de Lucas, a Bíblia nos fala sobre Zaqueu, que era um maioral dos publicanos. Os publicanos eram judeus que serviam ao governo romano como coletores de impostos, geralmente eram desonestos; eram odiados pelos judeus e considerados traidores (Lc 18.11). Zaqueu queria ver Jesus, mas era de pequena estatura, e a multidão o impedia. Então, subiu em um sicômoro (ou figueira brava) para ver Jesus. Mas Jesus, olhando para cima, disse: "Zaqueu, desce depressa, pois me convém ficar hoje em tua casa". Ele desceu e o recebeu. Muitos murmuraram, reclamaram, mas será que não sabiam que Jesus ama o pecador e quer transformá-lo, salvá-lo? Jesus salvou e transformou a vida de Zaqueu! Se os publicanos eram desonestos, Zaqueu resolveu dar a metade de seus bens aos pobres e devolver quatro vezes mais do que, injustamente, tomou. Jesus veio buscar e salvar o perdido (Lc 19.10)! 


    O cego Bartimeu:
    Quando Jesus saía de Jericó, havia um cego, Bartimeu, que estava assentado à beira do caminho. Quando ouviu que Jesus ia passando, pôs-se a clamar: "Jesus, Filho de Davi!" — título dado pelos judeus ao Messias, ao Ungido. Mesmo com muitos mandando que se calasse, não parou. Então Jesus o chamou, e ele foi até Cristo. Jesus perguntou: "Que queres que eu te faça?" Bartimeu respondeu: "Mestre, que eu tenha vista". E logo viu, e seguia a Jesus pelo caminho (Mc 10.46-52)!


    Hoje, ainda existem muitas pessoas que vivem da mesma maneira que Zaqueu e Bartimeu, antes de seus encontros com Cristo. Muitos não querem descer da soberba e orgulho à humildade. O deus deste século, o diabo, tem cegado o entendimento de muitas pessoas (2 Co 4.4) que não estão seguindo pelo caminho, podem estar até "à beira do caminho". É preciso um encontro com o Salvador, é necessário receber a Cristo da maneira que o fez Zaqueu, reconhecer a Cristo como Salvador assim como fez Bartimeu. Então, o entendimento virá, através da revelação das palavras de Deus (Sl 119.130). Devemos seguir pelo Caminho (Mc 10.52), este Caminho é Jesus (Jo 14.6). Este caminho conduz à vida eterna, pois Jesus é a vida eterna (Jo 5.20).


    "Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância" (Jo 10.10b)


    Marco Antonio da Silva Filho